#(11) 5084-1280 contato@aktaliv.com.br Seg - Sab: 06:00 - 20:00

Programa de Emagrecimento Consciente

Por muito tempo a obesidade foi considerada como uma situação relacionada à estética sem implicações médicas. No entanto, nos últimos anos, através de pesquisas, novos conhecimentos foram adquiridos sobre as causas e consequências da obesidade, mudando estes conceitos e preconceitos.

Apesar do crescente número de obesos e do interesse médico pelo assunto, a doença é uma das mais difíceis de ser tratada e uma das menos compreendidas em termos científicos. Infelizmente poucos tem o real entendimento dos problemas e riscos da obesidade, e menos ainda de como optar pelo tratamento mais adequado.

Os estudos científicos mostram que suas chances de alcançar seu peso ideal e manter no longo prazo com as dietas tradicionais são muito baixas e que quase 92% das pessoas que tentam emagrecer apresentam o que chamamos de “efeito sanfona”.

Muitos profissionais simplificam o tratamento com orientações “basta comer menos e se exercitar mais”. Mas se isso realmente fosse verdade, por qual motivo as pessoas não conseguem sustentar este emagrecimento?

O Programa de Emagrecimento Consciente é originado de estudos científicos que demonstraram a importância do tratamento integrado dos 3 pilares fundamentais: a alimentação, o metabolismo e o comportamento.

O programa é dividido por fases, que se caracterizam não só pelo cardápio alimentar e atividade física, mas pelo trabalho dos fatores comportamentais, emocionais e metabólicos, através de uma reprogramação mental para que você possa verdadeiramente se comprometer a alcançar seu objetivo a curto e longo prazo.

Durante o Programa de Emagrecimento Consciente, os resultados são controlados de forma contínua, individualizando o tratamento de acordo com as respostas metabólicas (perda de peso, resultado dos exames), com consultas periódicas e monitoramento remoto.

1) Alimentação Consciente

A alimentação consciente é uma prática que significa utilizar a atenção plena. O grande objetivo é manter o foco no momento que estamos vivendo aqui e agora, sem fazer nenhum tipo de julgamento e sem distrações que sejam capazes de nos desviar de nossa atividade.

A alimentação consciente envolve todos os sentidos, mergulha nas cores, texturas, aromas, sabores até mesmo sons dos alimentos. É importante também respeitar as suas vontades e o que está sentindo, escutar o seu corpo. É essencial que as refeições sejam feitas com qualidade.

“A alimentação consciente desperta nosso prazer de simplesmente se nutrir.”

O segundo passo da alimentação consciente é a compreensão e conhecimento da sua realidade corporal, quanto ao gasto energético e metabolismo, e poder adequar suas escolhas a sua realidade metabólica, mantendo um equilíbrio corporal.

2) Metabolismo Corporal

A individualidade do gasto energético antes e após o tratamento é importante para que o paciente entenda e se conscientize de como seu corpo utiliza as calorias dos alimentos para a sua manutenção. A taxa de sucesso das dietas que focam no comer menos, a longo prazo, é muito baixa.

O emagrecimento é um fenômeno metabólico e hormonal, não apenas um balanço calórico.

Inicialmente, para que ocorra a perda peso, é necessário organizar uma alimentação adequada para o seu metabolismo e estratégias para evitar o platô metabólico.

Em situações em que o gasto energético é baixo, estratégias para aumento do metabolismo basal através de estímulo de massa muscular e gordura marrom tem base na literatura científica.

Você sabe qual é o seu gasto energético diário?

Hoje em dia conseguimos avaliar com precisão o metabolismo individual através do exame de calorimetria indireta. Este exame afere a taxa metabólica basal, que corresponde a quantidade de calorias diárias que o seu organismo gasta em estado de repouso. Sua determinação é baseada através do consumo de oxigênio e a produção de gás carbônico na respiração, aferido durante o exame.

A medida do gasto energético de repouso é o melhor método disponível atualmente para determinar a necessidade energética do paciente, dado este que é fundamental no trabalho de promoção de perda, ganho ou manutenção do peso.

3) Comportamento Alimentar

Nos últimos anos diversos estudos tem demonstrado como ocorre o controle da ingesta alimentar, assim como diferentes áreas responsáveis pelo controle da fome e vontade- recompensa. Este conhecimento permitiu compreender o que leva algumas pessoas a terem hábitos alimentares sabotadores, assim como ter uma maior dificuldade de manter uma proposta alimentar saudável.


Devido a importância do funcionamento cerebral na obesidade, o método AKTA Liv® realiza uma avaliação comportamental inicial em todos os pacientes que engloba avaliação médica, preenchimento de questionários de comportamento alimentar, realização de testes de função neurocognitiva e devolutiva com psicólogo. De acordo com tal avaliação, o paciente é direcionado para um ou mais dos tratamentos abaixo, de acordo com seu perfil individual:

– Tratamento Medicamentoso: uso de medicações para melhora da saciedade e controle de compulsão alimentar quando presente;

– Terapia Cognitivo Comportamental: técnica psicoterápica com ampla evidência de eficácia na perda de peso e manutenção a longo prazo. O tratamento inicial é focado no aumento da consciência por parte do paciente de seus pensamentos automáticos. Um trabalho posterior terá como foco as crenças nucleares e subjacentes;

– Treino Neurocognitivo: uso de técnicas e exercícios com o objetivo de melhorar as funções executivas.

Trabalhamos de forma individual quatro áreas principalmente: impulsividade, controle inibitório, planejamento e flexibilidade cognitiva.

Através destes processos, o paciente consegue adquirir competências e habilidades para:

– Conscientização: o passo inicial é entender os motivos e comportamentos que levaram ao ganho de peso.

– Credibilidade: através da compreensão dos fatores envolvidos no processo de perda de peso, o indivíduo volta a acreditar em suas próprias habilidades e ser possível alcançar suas metas.

– Mudança comportamental: desenvolvimento de comportamentos que auxiliem na perda de peso

– Motivação: entender os tipos de reforços (positivo ou negativo) para manter seu planejamento tanto na fase de perda, quanto de manutenção.

– Valores: identificar os benefícios e ganhos adicionais além da perda de peso. Compreensão de como o emagrecimento trará bem-estar e qualidade de vida.

– Compromisso: ter responsabilidade nos cuidados com a sua saúde.  

– Autonomia: a conscientização, mudança e motivação são os passos necessários para que você se torne independente e possa cuidar da sua saúde.

Dra. Ana Priscila Soggia
Dra. Renata Gonçalves
× WhatsApp