(11) 91007-4004 contato@aktaliv.com.br Seg - Sab: 06:00 - 20:00
AKTA-Liv-Endocrinologia-Pediatrica-diabetes-infantil-blog

Diabetes Infantil: aprenda a reconhecer os sintomas

A diabetes infantil acomete crianças e adolescentes em todo o mundo e pode ser diagnosticada através de sintomas como o excesso de fome, sede e da necessidade de urinar. Se diagnosticado e tratado desde cedo, o quadro pode ser controlado e garantir qualidade de vida normal aos pacientes.

A diabetes é uma doença crônica causada pela produção insuficiente ou má absorção da insulina, hormônio responsável por regular a glicose no sangue e garantir energia para o nosso corpo. De caráter hereditário, é bastante comum em adultos e pode também acometer crianças e adolescentes – a diabetes infantil. Apesar de ter fundamentos genéticos, maus hábitos alimentares e o sedentarismo podem contribuir para o desenvolvimento e agravamento do quadro. Através de alguns sintomas bastante comuns da doença é possível diagnosticar o quadro já no início da vida de uma pessoa.

Apesar de ser vista como vilã, a insulina não é a grande culpada pelo desenvolvimento da diabetes: seu desequilíbrio pode ser causado por fatores como hábitos alimentares ruins e a falta de atividades físicas na rotina. Isso porque, quando há excesso de açúcar no sangue, a insulina conduzirá um processo de armazenamento em forma de gordura para ser utilizado posteriormente, caso o corpo necessite de mais energia. Produzida pelo pâncreas, a insulina é um hormônio cuja função principal é a de gerenciar a entrada de glicose nas células, o que garantirá o combustível necessário para um bom funcionamento do nosso organismo.

AKTA-Liv-Endocrinologia-Pediatrica-diabetes-infantil-criança-medindo-diabetes

Diabetes infantil: tipos e causas

Considerado o tipo mais comum entre crianças e adolescentes, a Diabetes Mellitus tipo 1, quando diagnosticada, requer tratamento com insulina pelo resto da vida. O quadro, considerado hereditário, acontece devido à destruição das células do pâncreas, que, como citado anteriormente, é o órgão responsável pela produção da insulina. Se não tratada de maneira correta, a diabetes infantil tipo 1 pode se desenvolver para uma das complicações mais graves da doença, chamada cetoacidose diabética, que é quando o sangue se torna ácido e pode levar o paciente ao estado de coma e até à morte. 

Já a diabetes tipo 2 está diretamente relacionada a quadros como sobrepeso, sedentarismo, hipertensão e alta taxa de triglicerídeos. Crianças e adolescentes diagnosticados com esse tipo de diabetes infantil costumam possuir maus hábitos alimentares. Apesar disso, diferentemente do tipo 1, pode ser revertida em sua fase inicial através de reeducação alimentar e rotina regular de exercícios físicos.

É importante destacar que crianças e adolescentes com diabetes infantil possuem riscos maiores de desenvolver outros problemas de saúde que aqueles que não possuem a doença. Segundo um estudo publicado na revista The Lancet, no caso da diabetes tipo 1, os pacientes podem apresentar o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, além de mortalidade mais precoce. No caso das mulheres, esses dados são ainda mais latentes, já que elas possuem uma expectativa de 17,7 anos de vida a menos quando diagnosticadas com o quadro antes dos 10 anos em relação àquelas que não possuem a doença.

Reconhecendo os sintomas da diabetes infantil

Os sintomas mais comuns da diabetes infantil, no caso do tipo 1, são urinar com frequência, sentir bastante fome e bastante sede. Mas não para por aí: os demais são a perda de peso, fadiga, náusea e vômito, e mudanças de humor. Já a diabetes tipo 2, além de despertar os mesmos sintomas mais comuns do tipo 1, causa formigamento nas mãos e pés, visão embaçada, demora na cicatrização de feridas e infecções frequentes na bexiga, rins e pele.

Portanto, ao notar qualquer um desses sintomas em crianças e adolescentes, é muito importante agendar uma consulta com um pediatra, a fim de realizar o diagnóstico através de exames de sangue.

Já o quadro de pré-diabetes acusa os altos níveis de glicose no sangue, mas que ainda não são suficientes para serem considerados um caso de diabetes. Contudo, o diagnóstico é importante para que haja uma mudança drástica de hábitos, garantindo que não haja evolução para a doença. Nesse sentido, uma vez constatado, faz-se necessário o acompanhamento de um médico e a realização periódica de exames.

AKTA-Liv-Endocrinologia-Pediatrica-diabetes-infantil-criança-comendo-doces

Como combater a diabetes infantil

Após diagnosticada, a diabetes infantil requer um tratamento e acompanhamento rígidos. Além disso, mudanças de hábitos são essenciais, como garantir uma dieta balanceada, evitando carboidratos, sódio e gorduras em excesso. Para auxiliar na questão da alimentação, pode ser interessante que o paciente seja levado a um nutricionista, que desenvolverá um cardápio específico para o paciente, com controle de gorduras e açúcares sem prejudicar o crescimento e desenvolvimento natural do indivíduo, comuns nas fases da infância e adolescência.

Contudo, para manter a insulina em níveis adequados no corpo, uma alimentação balanceada não é a única recomendação: também é essencial praticar atividades físicas regularmente. Quando identificada, a diabetes infantil também pode ser controlada através do uso diário de insulina ou de outros medicamentos a fim de regular a quantidade de glicose no sangue.

Apesar de ser uma doença séria, a diabetes infantil possui tratamento que, se seguido da maneira correta, pode garantir a qualidade de vida necessária para a criança ou o adolescente viver um dia a dia feliz e saudável apesar do diagnóstico. Também é muito importante que os pais ou responsáveis conversem com a criança ou o adolescente para esclarecer seu quadro e as medidas importantes a serem tomadas daqui para a frente, para que a conscientização a respeito da diabetes infantil aconteça desde cedo e as mudanças importantes possam ser mais facilmente incorporadas na sua rotina.

Se o seu filho ou filha apresenta sintomas de diabetes, agende já uma consulta com a Dra. Gabriela Klink, endocrinologista pediátrica do Centro Terapêutico AKTA Liv.

Dra. Gabriela Klink

Endocrinologista Pediátrica

***

No Centro Terapêutico AKTA Liv trabalhamos com pacientes que apresentam problemas hormonais, transtornos alimentares, obesos, com sobrepeso e com morbidades relacionadas ao excesso de gordura. Todos os nossos tratamentos focam na perda e manutenção de peso a partir da adoção de hábitos de vida saudáveis, melhora da autoestima e, consequentemente, saúde e bem estar.

Para alcançar estes resultados contamos com uma equipe multidisciplinar de profissionais em diversas áreas como endocrinologistas, nutricionistas, psicólogos e fisioterapeuta, já que entendemos que cada paciente é único e requerem uma proposta personalizada de tratamento.

Conheça o Centro Terapêutico AKTA Liv:

Blog

Consulta

Siga-nos nas redes sociais:

Instagram

Facebook