(11) 91007-4004 contato@aktaliv.com.br Seg - Sab: 06:00 - 20:00
AKTA-Liv-Endocrinologia-Integrada-Fisioterapia-para-doença-de-parkinson

Doença de Parkinson: Como a Fisioterapia Pode Ajudar

No dia 4 de abril foi celebrado o Dia Mundial do Parkinsoniano, dedicado àqueles que sofrem com a doença de Parkinson. A data promove a conscientização sobre o quadro e ressalta a ideia de que, apesar de não haver cura, a qualidade de vida dos pacientes pode ser melhorada através de diferentes práticas e tratamentos alternativos, como as atividades físicas com acompanhamento de fisioterapeuta.

Causada principalmente pela morte das células do cérebro, a doença de Parkinson é considerada crônica e progressiva e acomete, principalmente, pessoas acima de 60 anos. A dopamina, um neurotransmissor que controla os movimentos do corpo, é produzida por uma área cerebral conhecida como substância negra, uma das mais afetadas por essa diminuição da quantidade de células. Para a melhora do quadro, além dos tratamentos tradicionais, a prática de atividades físicas acompanhada por fisioterapeuta tornou-se imprescindível, já que auxilia a reduzir a velocidade da progressão de sintomas como a rigidez muscular.

O Dia Mundial do Parkinsoniano, celebrado no último dia 4 de abril, visa promover maior conscientização sobre a doença e seus principais sintomas, além de incentivar a busca por diferentes tratamentos, como os exercícios físicos, que, como citado acima, podem melhorar a qualidade de vida do paciente, uma vez que o quadro é degenerativo e a pessoa deverá conviver com a situação pelo resto da vida. A doença de Parkinson é a segunda doença degenerativa mais comum do sistema nervoso central, ficando atrás somente do Alzheimer.

Apesar de não haver causas comprovadas, há suspeitas de que pessoas com casos de doença de Parkinson na família tenham mais chances de desenvolver o quadro. Como em qualquer doença, quanto antes diagnosticada, melhor para o paciente, portanto, conhecer e estar atento aos possíveis sintomas é essencial.

Conheça os principais sintomas da Doença de Parkinson

Os sintomas da doença de Parkinson variam bastante de um paciente a outro e surgem de maneira lenta, sendo difícil detectar o aparecimento da doença. Mas seus primeiros sinais, no geral, dão-se pela lentificação dos movimentos e de tremores involuntários nas extremidades das mãos. Contudo, é necessário atenção já que, apesar de mais óbvio, o tremor pode não ser o sintoma primário da doença e pode significar outros problemas de saúde.

Os demais sintomas da doença de Parkinson são: distúrbios na fala, dificuldade para engolir, tontura, depressão, confusão mental, distúrbios do sono, respiratórios ou urinários e rigidez muscular. Quando evoluída, a doença de Parkinson passa a dificultar a realização de atividades simples do dia a dia, como o banho e a troca de roupa.

AKTA-Liv-Endocrinologia-Integrada-Fisioterapia-para-doença-de-parkinson-homem-na-esteira

Tratamento e como a fisioterapia pode ajudar na Doença de Parkinson

O tratamento para a doença de Parkinson possui diferentes alternativas, podendo ocorrer através de medicamentos, fisioterapia, psicoterapias e cirurgias, a depender de cada caso. O uso de remédios, por exemplo, tem como principal objetivo evitar uma diminuição ainda maior da dopamina no cérebro. Já o tratamento psicoterápico visa trabalhar questões como a depressão, perda de memória e o surgimento de demências causadas pelo quadro. A fisioterapia auxilia na saúde dos músculos e na manutenção da qualidade de vida do paciente ao longo dos anos após o diagnóstico, focando nas partes do corpo mais afetadas pela doença. Em casos mais graves, pode haver necessidade de cirurgias.

A prática de atividades físicas tornou-se parte muito importante do tratamento para a doença de Parkinson, pois promove mais qualidade de vida aos pacientes e reduz a velocidade da progressão de sintomas como a rigidez muscular e a perda da flexibilidade. Nesse sentido, os exercícios mais recomendados aos parkinsonianos são aqueles que promovem o fortalecimento dos sistemas cardiovascular e respiratório e dos músculos. Outros benefícios da prática são a redução da fadiga e do cansaço crônico, sintomas comuns àqueles que têm a doença.

Entre eles, o mais indicado é a caminhada, o nado, andar de bicicleta e Pilates. Mas mais importante que qual atividade fazer é a regularidade a ser mantida. Os parkinsonianos devem praticar exercícios físicos de quatro a cinco vezes na semana, por no mínimo meia hora. Contudo, é imprescindível que o paciente seja acompanhado por fisioterapeuta, a fim de não ultrapassar seus limites pessoais de acordo com o seu quadro clínico, podendo resultar em lesões.

A doença de Parkinson, apesar de limitar a vida do paciente, não deve significar um dia a dia de sofrimento. Ao longo dos anos, novos tratamentos e alternativas foram identificados para possibilitar que a progressão dos sintomas fosse retardada. Os Parkinsonianos devem ser estimulados diariamente para que se mantenham ativos e não percam a motivação pela busca de uma boa qualidade de vida, apesar de seu quadro.

AKTA-Liv-Endocrinologia-Integrada-Fisioterapia-para-doença-de-parkinson-casal-idoso-feliz

Aqui no Centro Terapêutico AKTA Liv contamos com um espaço completo de Movimento, Fisioterapia e Pilates onde o Fisioterapeuta Guilherme Abreu realiza atendimentos individualizados, respeitando todos os protocolos de prevenção do coronavírus.

Outros posts de interesse:

Exercícios Na Pandemia – Movimentar O Corpo É Essencial

Reabilitação Para Idosos: Como A Fisioterapia Pode Ajudar

Guilherme Abreu

Fisioterapeuta * Instrutor de Pilates

O espaço de Fisioterapia e Pilates no Centro Terapêutico AKTA Liv passou por mudanças recentemente! Agora, além de toda a estrutura para as sessões de Fisioterapia e aulas de Pilates, nós agora contamos também com ótimos aparelhos para exercícios cardiorrespiratórios e uma estrutura para a prática de exercícios funcionais.

***

No Centro Terapêutico AKTA Liv trabalhamos com profissionais de diversas áreas médicas e complementares, oferecendo um apoio multidisciplinar nos cuidados com a saúde dos nossos pacientes.

O método AKTA Liv de emagrecimento trabalha primordialmente com pacientes que apresentam transtornos alimentares, obesos, com sobrepeso e com morbidades relacionadas ao excesso de gordura. Nossos tratamentos focam na perda de peso e sua manutenção a partir da adoção de hábitos de vida saudáveis, melhora da autoestima e, consequentemente, saúde e bem estar.

Conheça o Centro Terapêutico AKTA Liv:

Blog

Consulta

Siga-nos nas redes sociais:

Instagram

Facebook

× WhatsApp