(11) 91007-4004 contato@aktaliv.com.br Seg - Sab: 06:00 - 20:00
AKTA-Liv-Dermatologia-Molusco-contagioso

Molusco Contagioso – O Que é e Como Tratar?

Você sabia que aquelas bolinhas tão comuns na pele de bebês podem se tratar de molusco contagioso, infecção causada por um vírus e que pode acometer tanto crianças como adultos? Hoje tratamos deste problema tão comum no blog do AKTA.

Muito comum em crianças, o molusco contagioso é uma infecção na pele causada por um vírus, que pode ser facilmente confundida com uma reação alérgica ou até picadas de algum inseto, devido à semelhança aparente das lesões causadas por esta doença. Mas a verdade é que essa é uma infecção comum e pode durar alguns meses ou até anos se não for tratada por um dermatologista.

Como o próprio nome já indica, o molusco contagioso é uma infecção transmitida pelo contato da pele saudável com a pele contaminada. A transmissão do vírus acaba sendo mais comum nos meses mais quentes, ocasião em que adultos e principalmente crianças, vestem pouca roupa e acabam frequentando ambientes aquáticos como parques, praias e piscinas, facilitando a contaminação pelo vírus.

Existem alguns cuidados que a população pode tomar para que a contaminação por esse vírus seja evitada, os quais abordaremos abaixo. Apesar disso, o mais importante é procurar um dermatologista de confiança, para que a doença seja diagnosticada corretamente, a fim de que em conjunto com o paciente, encontre-se o melhor método de tratamento para a infecção pelo molusco contagioso.

AKTA-Liv-Dermatologia-Molusco-contagioso-rosto-menino

Sintomas do molusco contagioso

O sintoma mais característico do molusco contagioso é a aparição de pequenas lesões em áreas mais sensíveis do corpo, como a face (principalmente na região das pálpebras, boca e queixo), virilha e tronco.

Essas lesões são pequenas pápulas brilhosas que podem ser da cor da pele ou avermelhadas, translúcidas e geralmente são indolores. Em geral, elas podem medir de 2 a 5 mm de diâmetro, mas já foram observadas lesões de até 15 mm de diâmetro em pacientes com alguma imunodeficiência, o que pode favorecer ao desenvolvimento de um quadro mais grave da doença.

Coceiras não são tão características do molusco contagioso, porém, quando são ocasionadas, podem ser um fator de transmissão para outras partes do corpo, podendo até causar uma inflamação das lesões. Por isso é importante saber do que essas lesões se tratam para que sejam tratadas imediatamente e se evite situações de disseminação para outras partes do corpo.

Como é feito o diagnóstico do molusco contagioso?

O diagnóstico da doença pode ser feito por qualquer médico que esteja apto a reconhecer esse tipo de doença. O médico especialista em doenças da pele são os dermatologistas, que nesse caso poderão fazer um diagnóstico clínico da infecção do molusco contagioso, ainda mais se os sintomas forem atrelados a visitas à praia, piscina e onde haja a presença de outras crianças ou adultos com a doença.

Formas de tratamento

É possível que o molusco contagioso desapareça sozinho em pessoas saudáveis e com o sistema imunológico em equilíbrio. Todavia, o dermatologista deve avaliar as lesões do paciente para determinar se é necessário prescrever uma linha de terapia para que o tempo de cura possa ser acelerado.

Entretanto, pacientes com um sistema imunológico em desequilibro, comprometido por alguma outra condição, demandam um tratamento especializado a partir de exames e uma investigação imunológica e clínica. Algumas lesões individuais causadas pela infecção do molusco contagioso podem ser removidas de várias maneiras, levando em conta a idade do paciente, condições e fatores individuais de cada um deles.

Existem algumas situações sociais que aumentam as chances de transmissão do vírus do molusco contagioso, como o caso de pacientes que frequentam creches e escolas, tendo em vista que essa é uma doença bastante comum em crianças. Esse fator contribui para que seja orientada a remoção das lesões. Diversos procedimentos são utilizados para remoção das lesões, como a extração manual na clínica do dermatologista, remoção cirúrgica, por raspagem, curetagem, congelamento ou por meio de eletro cirurgia com agulhas.

Alguns medicamentos também podem ser utilizados como forma de terapias combinadas, como os utilizados para remover verrugas, nos casos de lesões maiores.

AKTA-Liv-Dermatologia-Molusco-contagioso-peito-criança

Cuidados que você pode ter para evitar o molusco contagioso

Alguns cuidados podem ser tomados para evitar o contágio de doenças de pele, como o molusco contagioso. Como já foi dito, nos períodos mais quentes do ano vemos uma maior incidência na transmissão de doenças contagiosas por conta de situações sociais como férias, aglomerações e o uso de pouca roupa devido o calor.

Por esse motivo, EVITE o contato direto com pessoas que tenham lesões na pele, compartilhamento de toalhas e de objetos de uso íntimo e manter relações sexuais desprotegidas.

Se você notou algum dos sintomas descritos aqui e suspeita que seja molusco contagioso, procure um dermatologista de confiança para que um plano de terapia seja traçado para o seu caso.

Se você ou seu filho apresenta sintomas de molusco contagioso,  agende já uma consulta com a Dra. Marina Lino, Dermatologista do Centro Integrado AKTA Liv.

Dra. Marina Lino

Dermatologia

***

No Centro Terapêutico AKTA Liv trabalhamos com pacientes que apresentam problemas hormonais, transtornos alimentares, obesos, com sobrepeso e com morbidades relacionadas ao excesso de gordura. Todos os nossos tratamentos focam na perda e manutenção de peso a partir da adoção de hábitos de vida saudáveis, melhora da autoestima e, consequentemente, saúde e bem estar.

Para alcançar estes resultados contamos com uma equipe multidisciplinar de profissionais em diversas áreas como endocrinologistas, nutricionistas, psicólogos e fisioterapeuta, já que entendemos que cada paciente é único e requerem uma proposta personalizada de tratamento.

Conheça o Centro Terapêutico AKTA Liv:

Blog

Consulta

Siga-nos nas redes sociais:

Instagram

Facebook