Por que fazer escolhas saudáveis neste final de ano?

Existe algo que precisamos aprender desde criança e é justamente na infância que nos deparamos com a triste e construtiva constatação de que a vida não nos dará tudo. Existe um limite que nos protege, inclusive porque o excesso adoece.

A construção de uma vida saudável é sobretudo aprender a fazer escolhas, e às vezes nem percebemos o quanto elas fazem parte de nossa rotina. Desde pequenos somos chamados a fazer escolhas como a profissão a seguir, os amigos com quem dividiremos os bons e ruins momentos da vida, os relacionamentos afetivos e até escolher com quem queremos construir uma história e compartilhar a vida.

A escolha implica em agir, tomar decisão, ir em direção ao que identificamos ser melhor e o melhor nem sempre é o mais fácil de fazer ou o mais gostoso,  como no caso da relação que desenvolvemos com o alimento, mas ainda assim, decidir é fundamental para que ocorram mudanças.

Lembre-se que quando decide comer “tudo” de tudo, não é escolha, é dependência.

Fazer escolhas saudáveis é dizer não para o pensamento de que você merece comer sem critério ou seleção. É dizer não para o desejo de buscar na comida uma satisfação, prazer e alegria que podem vir por outras fontes.

E como identificar se as escolhas que fazemos são saudáveis?

Geralmente a escolha saudável o deixará sem culpa, com uma sensação de liberdade e responsabilidade com aquilo que deseja para a sua vida.

Com a chegada do ano novo renovam-se os votos e promessas de mudanças, portanto, o momento é propício para fazer um balanço do que realmente lhe fez bem ou não durante este ano e daqui para frente escolher o que o levará a encontrar o seu ponto de equilíbrio.

 

Karen Maciel Tomac

Psicóloga do Centro Terapêutico Akta Liv

CPR 06/48802

 

Links Úteis

Dicas da Nutricionista para as Festas de Fim de Ano

Emagrecimento

Terapia Cognitiva Comportamental

Pensamentos Sabotadores

Pensamentos Funcionais

Manutenção de Peso

Dicas da Nutricionista para as Festas de Fim de Ano

Chega o tão esperado fim de ano e com ele muitos eventos, como festas de confraternização, natal, ano novo…

Nessa época nos deparamos com duas situações mais comuns:

 

1) Ainda não atingi minha meta de peso e lá vem o aumento calórico para agravar mais a situação

2) Atingi a meta de peso e lá vem o aumento calórico para me atrapalhar na manutenção

Ambas as  situações são complicadas de gerir e pensando nisso preparei algumas dicas simples, mas importantes no intuito de minimizar os efeitos dessa época.

 

Vamos lá…dicas na Nutri:

– Procure manter uma alimentação regrada nas refeições que antecedem a comemoração, assim como nas refeições posteriores.

 

– Inicie as refeições por um bom prato de salada de folhas. Assim o corpo já começa o processo de digestão e promove a saciedade mais rápido.

 

– Mastigue bem os alimentos. Essa é uma ótima estratégia para diminuirmos o nosso consumo alimentar.

 

– Lembre-se que não precisamos provar tudo que está a mesa em uma única refeição. No dia seguinte ainda vai ter almoço com a mesma oferta de alimentos. Portanto, opte por um alimento de cada grupo alimentar, em porções menores, pois no dia seguinte você pode alternar suas escolhas. Preferencialmente, escolha o que vai comer antes da refeição: programe-se.

 

– Hidrate-se antes…durante e depois! É comum o consumo de bebida alcoólica nessa época, assim como de alimentos mais gordurosos e calóricos. Nada melhor que aumentar o consumo de água para facilitar a digestão, absorção e eliminação dos excessos.

 

– Pratique atividade física! Sabendo que nosso consumo alimentar poderá ser maior, porque não nos anteciparmos? Faça atividade física neste fim de ano atrelado as comemorações. Você pode até convidar seus familiares e amigos para te acompanhar. O exercício físico proporciona aumento de metabolismo, o que significa que o seu corpo utiliza mais calorias para se manter. Além de liberar substâncias que diminuem a nossa fome. Apenas fique atento, pois muitas vezes achamos que por fazer exercício podemos comer muito mais do que normalmente comeríamos em uma situação e esse não é o caso.

 

– E por último: seja assertivo em suas escolhas nas festas e tenha certeza que você vai festejar muito mais quando elas passarem e você perceber que teve controle sobre suas vontades e a balança não subiu.

 

Boas festas e um ótimo 2017!

 

Ana Paula Caldas

Nutricionista do Centro Terapêutico Akta Liv

CRN 25.394

 

Links Úteis

Escolhas saudáveis enste final de ano

Método de Emagrecimento Akta Liv

Emagrecimento Rápido

Dieta Individualizada para Metabolismo

Diabetes mellitus e complicações cardiovasculares

Bom dia, pessoal! Hoje falaremos um pouco sobre complicações de longo prazo causadas pelo Diabetes.

 

As doenças cardiovasculares (Infarto do miocárdio, Acidente Vascular Cerebral e Doença Arterial Periférica) são a principal causa de mortalidade entre os diabéticos no mundo. Isso acontece porque o excesso de açúcar no sangue leva a alterações que danificam o coração e os vasos sanguíneos. No caso dos diabéticos, a expectativa de vida está reduzida em cerca de 12 anos atribuído a essas doenças, com um risco 2 a 4 vezes maior que a população que não tem diabetes.

 

O infarto ocorre quando uma artéria coronária fica obstruída e deixa de levar oxigênio e nutrientes ao coração. Essa obstrução pode acontecer devido a presença de um coágulo e/ou placa de gordura, levando a necrose do músculo cardíaco. Essas placas de gordura são chamadas de aterosclerose e podem ser ocasionadas por elevação do colesterol, hipertensão, tabagismo, sedentarismo e pelo Diabetes.

 

Infelizmente, o Infarto pode ser de difícil diagnóstico nos pacientes diabéticos, acontecendo mais precocemente e com maior gravidade. Diabéticos podem infartar sem sentir dor, porque a elevação da glicemia diminui a sensibilidade de terminações nervosas. Nesses casos, os indícios são cansaço, falta de ar e forte crise de azia.

 

O Diabetes também pode aumentar a chance de formação de placas de gordura no cérebro e nas pernas, levando ao AVC e  problemas de circulação periférica, sendo a principal causa de amputação de pernas depois dos acidentes.

 

A melhor maneira de prevenir a doença é manter alimentação saudável, praticar regularmente exercícios, perder peso se necessário e não fumar. Se você já é diabético, além dessas recomendações, evite a ingesta de carboidratos simples (açúcar e doces), use regularmente seus medicamentos com o objetivo de manter a glicemia controlada, seja  rigoroso quanto ao controle da pressão arterial e do colesterol, reduzindo assim o risco do aparecimento de qualquer uma dessas complicações.

 

Dra Izadora Ribeiro

Endocrinologista do Centro Terapêutico Akta Liv

CRM 137.168

 

Links Úteis

Akta Liv Diabetes

Diabetes e Perda de Peso

Diabetes e Dieta Cetogênica

Pilates e Diabetes

Gestação e Diabetes

Método de Emagrecimento Akta Liv

Emagrecimento Rápido

Dieta Individualizada para Metabolismo

Qual é o seu ponto de saciedade?

A saciedade pode ser experimentada quando entramos em contato com a sensação de estarmos completamente satisfeitos, saciados após uma refeição.

 

Muitas pessoas têm dificuldade em parar de comer, geralmente porque não conseguem perceber que já estão satisfeitas e chegou a hora de parar. Perceber a saciedade faz parte de um treino que na maioria das vezes não fomos orientados a fazer.

 

É cultural e socialmente aceito que comamos algo sem ter tanta vontade, desde que seja gostoso. Somente o prazer é capaz de justificar o motivo pelo qual comemos, porém isto faz com que não discriminemos qual é o nosso ponto de saciedade.

 

Para perceber a sua saciedade você precisa começar a prestar atenção a isso. Antes de comer sempre se questione sobre a motivação para comer e depois de estar em contato com o alimento se questione quais seus motivos para continuar comendo.

Será que você repete somente porque o sabor é agradável? Se a resposta for sim, pare! Não espere sentir o desejo de parar de comer, porque o cérebro demora cerca de 20 minutos para entender a sensação de saciedade; isso signifca que se você só parar quando já não tiver a mínima vontade de comer corre o risco de sentir-se estufado após a refeição. O ideal é sempre sair da mesa sem a sensação de saciedade plena, ela virá alguns minutinhos depois. Controle sua ansiedade para poder esperar.

 

O Centro Terapêutico AKTA Liv realiza um tratamento integrado para perda de peso que conta com uma equipe de coaching e psicologia que pode ajudá-lo no processo de emagrecimento.

 

Fabiola Luciano

Psicóloga e Coaching Alimentar do Centro Terapêutico Akta Liv

CRP: 104.468

 

Links Úteis

Akta Liv Emagrecimento

Terapia Cognitiva Comportamental

Coaching Alimentar

Pensamentos Sabotadores

Pensamentos Funcionais

Como lidar com o Descontrole Alimentar?

Ansiedade e Depressão Engordam?

 

Benefícios da dieta cetogênica em pessoas com Diabetes

Qual seria a vantagem de fazer uma dieta cetogênica para um indivíduo diabético?

Como no diabetes o organismo tem mais dificuldade na captação da glicose, diminuir a carga glicêmica no sangue é uma forma inteligente de “brecar” a evolução do processo. A dieta cetogênica reduz a oferta de carboidrato, só assim já é uma vantagem e tanto. Faz também com que o organismo temporariamente utilize a via da gordura como fonte energética, e desta forma poupa insulina.

Vemos constantemente no consultório os benefícios da dieta cetogênica para diabéticos:

– Redução em exames dos níveis de glicemia, insulina e HbA1C (hemoglobina glicada)

– Redução de peso corporal com maior velocidade de perda de peso comparado a dietas convencionais

– Melhora na resistência à insulina poi  reduz a carga glicêmica da alimentação, diminuindo os picos de glicose no sangue e produção de insulina pelo organismo

– Redução ou até retirada de medicamentos antidiabéticos

– Diminuição do risco de síndrome metabólica

Então…é seguro para o paciente diabético?

Bom…depois de todas as vantagens citadas acima, a pergunta não seria inversa? Por que não aplicar a dieta cetogênica, se ela apresenta tantos benefícios comprovados para o paciente diabético?

No entanto, é importante ficar atento pois apesar de todas essas qualidades, ela jamais deve ser feita sem supervisão médico-nutricional. É necessário avaliar individualmente se o paciente está apto para a fazer esse tipo de dieta que deve ser feita com cautela em pacientes em uso de insulina e está contra-indicada em pessoas com diabetes mellitus tipo 1.

Vale sempre lembrar que o tratamento deve ser realizado por profissionais capacitados, com controle constante de exames e alimentação. Além das medicações em uso, que devem ser ajustadas de acordo com as fases da dieta para evitar hipoglicemia e outros efeitos indesejados.

O Centro Terapêutico Akta Liv dispõe de uma equipe que conta com Endocrinologistas, Nutricionistas e Terapeutas Comportamentais aptos a auxiliarem o paciente no processo de controle do diabetes, emagrecimento e perda de gordura corporal.

 

Ana Paula Caldas

Nutricionista do Centro Terapêutico Akta Liv

CRN 25.394

 

Links Úteis

Akta Liv Diabetes

Diabetes e Perda de Peso

Pilates e Diabetes

Gestação e Diabetes

Método de Emagrecimento Akta Liv

Emagrecimento Rápido

Dieta Individualizada para Metabolismo

Síndrome Metabólica e HIV

Hoje, 1º de dezembro, é o Dia Mundial de luta contra a AIDS, data que reforça as ações de esclarecimento, prevenção e tratamento da doença.

Algumas doenças endocrinológicas são mais comuns em pessoas com HIV, por conta da ação do próprio vírus e de doenças oportunistas. Além disso, a utilização da terapia antirretroviral (TARV) com objetivo de reduzir a mortalidade e melhorar a qualidade e expectativa de vida do paciente, fez com que a Síndrome Metabólica passasse a ser uma condição frequente.

E o que é a SÍNDROME METABÓLICA? É um conjunto de doenças cuja base é a resistência insulínica, ou seja, a dificuldade que a insulina tem para desenvolver sua função de retirar a glicose do sangue e levá-la às células do nosso corpo, além de inúmeras outras ações no nosso organismo.

A presença de três entre as cinco características a seguir caracteriza a Síndrome Metabólica:

  • Obesidade central – circunferência da cintura superior a 88 cm na mulher e 102 cm no homem;
  • Hipertensão Arterial – pressão arterial sistólica 130 e/ou pressão arterial diastólica 85 mmHg;
  • Glicemia alterada (glicemia 110 mg/dl) ou diagnóstico de Diabetes;
  • Triglicerídeos 150 mg/dl;
  • HDL colesterol < 40 mg/dl em homens e <50 mg/dl em mulheres

*Critérios definidos pelo Consenso Brasileiro sobre Síndrome Metabólica

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, quando presente a Síndrome pode ser responsável por uma mortalidade geral duas vezes maior que na população não afetada e mortalidade cardiovascular três vezes maior.

O tratamento para pacientes que utilizam a terapia antirretroviral é o mesmo daqueles que não possuem o HIV: Alimentação equilibrada, perda de peso se necessário, prática de atividade física e cessar o tabagismo.

Se essas medidas forem implementadas e não houver melhora dos fatores de risco ou a melhora for insuficiente, o uso de medicamentos poderá ser necessário. No entanto, isso deve ser orientado por um profissional médico, para que a escolha tenha a menor interação possível com a TARV, reduzindo o risco de efeitos colaterais. O paciente nunca deve se automedicar ou interromper o uso dos antirretrovirais sem adequada orientação médica.

O Centro Terapêutico Akta Liv conta com profissionais aptos a auxiliar o paciente no controle da Síndrome Metabólica e doenças associadas.

 

Dra Luana Casari da Silva Lima

Endocrinologista do Centro Terapêutico Akta Liv

CRM 122.397/ RQE 45065

 

Links Úteis

Fundamentos do Método de Emagrecimento Akta Liv

Akta Liv Emagrecimento

Emagrecimento Rápido

Dieta cetogênica

Akta Liv Diabetes

Índice Glicêmico