Importância do ferro e ácido fólico e cálcio na saúde da mulher

As mulheres, assim como os homens, devem ingerir uma alimentação equilibrada e variada, com cereais integrais, frutas, vegetais, gorduras mono e poli-insaturadas, laticínios e carnes com pouca gordura. Entretanto, as mulheres têm necessidades especiais nos diferentes estágios de suas vidas e devem atentar para o consumo de alguns nutrientes especiais, como ferro, ácido fólico e cálcio.

FERRO
O ferro é um dos alicerces para uma ótima saúde e energia. Problemas no ciclo menstrual podem indicar baixos níveis de ferro no organismo, geralmente decorrentes da deficiência no consumo ou na absorção do mineral. A ingestão adequada de ferro (DRI) para mulheres entre 19 e 50 anos é de 18 mg/dia.

Para suprir esta necessidade devemos ingerir 2 porções de carnes + 2 porções de grãos + 4 porções de vegetais ricos em ferro ao dia.

As boas fontes de ferro da alimentação incluem as carnes vermelhas, frango, peru, porco, peixes, feijão, lentilha, vegetais de cor verde escura, como couve ou espinafre, e alimentos fortificados. A absorção do ferro dos alimentos de origem vegetal é aumentada quando ingeridos junto à uma fonte de vitamina C, como morango, limão, laranja, entre outros.

Na gravidez, há um aumento das necessidades deste mineral para suprir a expansão da massa eritrocitária da própria gestante, a formação do sangue da placenta e do feto e, ainda, para compensar as perdas durante o parto.

A dieta normal nem sempre é suficiente para suprir as necessidades de ferro na gestação. Por isso, tem sido proposta a suplementação de 27 mg/dia de ferro elementar ou sulfato ferroso a partir do segundo trimestre de gestação, e de 9 mg/dia para lactantes (ou 10 mg/dia para lactantes com idade inferior a 18 anos).

ÁCIDO FÓLICO
O ácido fólico é a vitamina B9 do complexo B. Na fase gestacional, o ácido fólico é necessário para prevenir defeitos de fechamento do tubo neural, como anencefalia e espinha bífida, além de lábio leporino e fenda palatina;

malformações cardíacas e do trato genito-urinário; prematuridade e baixo peso ao nascimento.

A suplementação de folato deve ser iniciada ainda antes da concepção, pois o tubo neural, estrutura precursora do cérebro e da medula espinhal, se fecha de 22 a 28 dias após a concepção, ou seja, antes mesmo da mulher constatar a gravidez, que geralmente acontece somente após o atraso da menstruação, em geral 20 a 30 dias após a concepção.

O folato age como coenzima em várias reações celulares fundamentais e é necessário na divisão celular, principalmente quando há crescimento rápido.

A suplementação de ácido fólico três meses antes da concepção e nos três primeiros mesesda gestação é suficiente para reduzir em até 95% os problemas de malformação fetal.

Como a gestação nem sempre é programada, recomenda-se o consumo de alimentos ricos em ácido fólico todos os dias.

Assim, a suplementação de ácido fólico deve ser de 400mcg/dia para as mulheres que pretendem engravidar, de 600mcg/dia para gestantes e de 500 mcg/dia para lactantes, além do ácido fólico consumido naturalmente na dieta.

As principais fontes alimentares de ácido fólico são espinafre, feijão branco, aspargos, couve de bruxelas, soja e derivados, laranja, melão, maçã, brócolis, gema de ovo, fígado, peixes, gérmen de trigo, salsinha, beterraba crua e amendoim. Deve-se, no entanto, evitar o cozimento prolongado dos alimentos, que pode destruir até 90% do ácido fólico.

CÁLCIO
Para a boa saúde dos ossos e dentes, as mulheres necessitam ingerir uma variedade de alimentos ricos em cálcio, além de aproximadamente três porções diárias de leite ou laticínios, principais fontes alimentares desse mineral.

A osteoporose está entre as principais morbidades que acometem a mulher no climatério. Nesta fase da vida, as mulheres estão especialmente vulneráveis em decorrência da progressiva redução da função ovariana e, consequentemente, da produção diminuída de seus hormônios esteroides. Este processo inicia-se a partir dos 35 anos, quando a mulher apresenta redução lenta de massa óssea, acentuando-se após os 50 anos, com a menopausa.

Coaching como suporte no tratamento da obesidade

O Coaching para Emagrecimento atua auxiliando para que o processo de perda de peso seja eficaz e saudável.
Veja como ele pode ser útil:
1) AUTO CONFIANÇA
A técnica trabalha a recuperação do auto confiança e a crença do indivíduo em suas próprias habilidades.
2) MOTIVAÇÃO
O Coaching aumenta a determinação em perder peso e se manter na dieta.
3) RESPONSABILIDADE
O Processo amplia o compromisso com a dieta e a prática de exercícios.
4) MUDANÇA COMPORTAMENTAL
Serão desenvolvidos comportamentos mais produtivos e saudáveis e direção ao seu objetivo.
5) CONTROLE EMOCIONAL
O coaching utiliza técnicas de auto controle para ajudar no processo de emagrecimento.
6) VALORES E PROPÓSITO
O método associa os objetivos aos seus valores trazendo um referencial positivo e único para o seu emagrecimento.
7) AUTONOMIA E APRENDIZADO
O processo de coaching incentiva a manter os resultados alcançados e  continuar buscando melhoria.

Tireoide – disfunções

A tireoide é uma glândula em forma de H que fica na região da frente do pescoço.  Ela regula a função de órgãos como coração, cérebro, fígado e rins, e é responsável por produzir os hormônios que regulam nosso metabolismo.

Disfunções na tireoide podem acontecer em qualquer etapa da vida, em homens mulheres ou crianças e são de simples de se diagnosticar através da consulta a uma medico endocrinologista.

Uma destas anomalias é o HIPOTIREOIDISMO. Há uma redução da produção de hormônios, fazendo com que nosso corpo fique mais lento e preguiçoso: o coração bate mais devagar, o intestino fica preso, aumenta o sono, podemos ficar mais tristes, ter oscilações importantes de humor e memória, sentimos mais frio, crianças e adolescentes podem ter problemas de crescimento e desenvolvimento.

Ocorrem também cansaço, dores pelo corpo, pele seca e queda de cabelo, ganho de até 2-3 kg, aumento de colesterol, infertilidade, impotência sexual e irregularidade menstrual.

Embora o ganho de peso seja uma das manifestações do hipotireoidismo, vale a pena ressaltar que não justifica elevações superiores a 4 Kg. Muitos pacientes não apresentam essa queixa e o tratamento apenas facilita o emagrecimento.

O tratamento é a reposição do hormônio que a tireoide não consegue mais fabricar. Nenhum alimento ou suplemento é capaz de substituir a reposição hormonal. É necessário o acompanhamento médico a cada 4 ou 6 meses para avaliar a dosagem correta de hormônios para manter o funcionamento do organismo dentro da normalidade.

O hipotireoidismo pode ocorrer desde o nascimento e é detectado pelo teste do pezinho. O controle do hipotireoidismo congênito de forma precoce, fara com que a criança tenha uma vida normal evitando que o seu crescimento fique comprometido.

É importante fazer avaliação da tireoide nos seguintes grupos:

  • Mulheres, especialmente acima dos 40 anos, com sintomas
  • Homens acima dos 65 anos, com sintomas
  • Pacientes com irradiação de cabeça e pescoço
  • Histórico familiar de problemas na tireoide ou outras doenças autoimunes
  • Usuários de lítio ou amiodarona
  • Mulheres que desejam engravidar

Uma outra disfunção da tireoide é o HIPERTIREOIDISMO quando ocorre a produção excessiva de hormônios. Várias doenças e distúrbios podem causar esse problema, incluindo:

  • Ingestão excessiva de iodo
  • Doença de Graves (responsável pela maioria dos casos de hipertireoidismo)
  • Inflamação da tireoide (tireoidite) devido a infecções virais ou outros motivos por exemplo como a tireoidite após o parto
  • Nódulos da tireoide ou da glândula hipófise
  • Superdose de hormônio da tireoide
  • Tumores nos testículos ou ovários.

Os principais fatores de risco são história familiar e sexo feminino.

Fique atento aos principais sinais e sintomas:

  • Perda de peso
  • Arritmia e palpitações
  • Aumento no apetite
  • Ansiedade, irritabilidade e nervosismo
  • Tremor nas mãos
  • Suor excessivo
  • Mudanças na menstruação
  • Intolerância ao calor
  • Mudanças no funcionamento do intestino, com tendência a diarreia
  • Tireoide aumentada
  • Fraqueza muscular
  • Insônia
  • Queda de cabelo
  • Desenvolvimento da mama em homens
  • Pele quente e úmida
  • Pressão alta
  • Olhos saltados
  • Osteoporose

Se você já foi tratado por hipertireoidismo ou apresenta os sintomas descritos acima, consulte o seu médico regularmente para que a sua condição seja investigada e monitorada.É importante garantir que os níveis dos hormônios da tireoide estejam normais.

Existem diversos tipos de tratamento para hipertireoidismo, que dependem da causa da doença e da gravidade dos sintomas.

  • Medicamentos (Propiltiouracil e Tapazol): diminuem a quantidade de hormônio produzido pela tireoide.
  • Ingestão de iodo radioativo: depois desse tratamento você provavelmente precisará fazer reposição hormonal para o resto de sua vida.
  • Cirurgia para retirada da tireoide. Deverá ser feita em casos específicos e com indicação médica.

ENDOCRINOLOGIA E METABOLOGIA                                                                                       

Os endocrinologistas são médicos especialmente treinados para reconhecer e tratar problemas hormonais, ajudando a restabelecer o equilíbrio natural dos hormônios no seu corpo.

O campo de atuação do endocrinologista é extremamente vasto, visto que os hormônios regulam praticamente todas  as funções orgânicas, e portanto as alterações hormonais     podem provocar doenças as mais variadas, envolvendo o organismo como um todo. 

  • Obesidade e Sobrepeso
  • Transtornos Alimentares- (Bulimia, Anorexia e Compulsão Alimentar)
  • Baixo Peso
  • Obesidade Infantil
  • Diabetes e Colesterol
  • Diabetes Gestacional
  • Colesterol Alto – LDL e Triglicérides
  • Tireoide – Hipófise – Adrenal

A Clinica BioVitta e o espaço Piazza Sana  também oferecem soluções voltadas                    para área de nutrição, através  de atendimentos diferenciados, a fim de promover conscientização sobre a importância de dos alimentos.

Oferecemos serviços e atendimentos personalizados, com as técnicas mais adequadas         para uma  alimentação mais saudável,  baseado nas melhores praticas nutricionais.

Dentre nossos serviços oferecidos, destacamos :

Acompanhamento nutricional (reeducação alimentar, orientação na lista de compras e visita ao supermercado, orientação para entendimento dos rótulos dos alimentos).

Aplicação de coaching nutricional com elaboração de cardápios saudáveis, elaboração de fichas técnicas com medidas/valores   nutricionais das receitas e treinamento pessoal.

 

TERAPIA COGNITIVA COMPORTAMENTAL – COACHING COMPORTAMENTAL                                                                                       

SUPORTE AO TRATAMENTO DA OBESIDADE

A maioria das pessoas que experimentou diferentes tipos de dietas de emagrecimento também vivenciou a frustração da desistência e do reganho de peso.

Estas pessoas  têm algo em comum: uma proposta de mudança alimentar através de dieta ou medicação, porém sem uma proposta que trabalhe o seu comportamento e pensamento em relação a comida e alimentação.

Atenção especial deve ser destinada a identificar comportamentos alimentares patológicos como: transtorno de ansiedade generalizado (TAG), bulimia nervosa, anorexia nervosa, transtorno da compulsão alimentar periódica (TCAP),  depressões atípicas e parassonias. O TCAP está presente em 30% das pessoas obesas que buscam por tratamento  antiobesidade e algo como 45% dos candidatos às cirurgias antiobesidade

A proposta AKTA liv tem como 3 pilares, a alimentação, metabolismo e comportamento.

Dra Izadora Faria Ribeiro
Endocrinologista do Método AKTA Liv
CRM 137.168

O Método Pilates

Visa um trabalho holístico integrando corpo e mente. Baseado em seis princípios –   respiração, centro de força, concentração, controle, precisão e fluidez, o método promove saúde, equilíbrio e qualidade de vida.

BENEFÍCIOS DO PILATES

  • Alonga e fortalece a musculatura;
  • Melhora a flexibilidade;
  • Previne e combate a osteoporose;
  • Melhora o equilíbrio;
  • Contribui para o emagrecimento;
  • Melhora a concentração;
  • Diminui o estresse e alivia tensões;
  • Previne Lesões musculares, articulares e da coluna;
  • Acelera o metabolismo;
  • Promove a reorganização da postura;
  • Melhora a consciência corporal e coordenação motora;
  • Fortalecimento do assoalho pélvico (indicado para gestante terceira idade).

TREINAMENTO FUNCIONAL

O treinamento funcional é um método de atividades que trabalha diversas capacidades físicas combinando vários exercícios relacionados a atividades da vida diária.

Tem como principal objetivo o retorno da funcionalidade corporal que  foi perdida como empurrar, agachar, puxar.

Trabalha principalmente força muscular, flexibilidade, coordenação, equilíbrio e capacidade cardiorespiratória.

TRABALHO INTEGRADO PILATES E TREINAMENTO FUNCIONAL

A união do Pilates e Treinamento Funcional faz com que o aluno/paciente adquira uma consciência corporal para realizar  as atividades de vida diária sem nenhum risco de lesões osteomusculares e ainda melhore a condição cardiorrespiratória e emagrecimento.